Belo Horizonte recebe, no mesmo dia, as exposições do premiado artista luso-brasileiro, Artur Barrio e da artista fotógrafa Cristina Motta

As exposições serão inauguradas, no dia 24 de novembro (sábado), na Manoel Macedo Arte e na Sala Lorenzato, Rua Lima Duarte, 158, Carlos Prates, das 10 às 15 horas.

O artista luso-brasileiro, Artur Barrio, após expor no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, em Madri, considerado um dos mais importantes museus de arte moderna da Espanha chega ao Brasil, em Belo Horizonte (MG) com uma exposição inédita.

A exposição composta por desenhos heterodoxos e outros trabalhos será inaugurada, no dia 24 de novembro de 2018, na Manoel Macedo Arte, Rua Lima Duarte, 158, Carlos Prates, das 10h às 15horas.

No mesmo dia, acontece a abertura da exposição individual da artista fotógrafa Cristina Motta, na sala Lorenzato.

Os interessados em visitar às exposições “Desenhos Heterodoxos e Outros”, do artista Artur Barrio e da artista fotógrafa Cristina Motta têm de segunda à sexta-feira, das 10h às 18h30 e aos sábados, das 10h às 14 horas.

As mostras têm entrada franca e ficam em cartaz até o dia 12 de janeiro de 2019.

Sobre a artista Cristina Motta

Vestígios de uma obra, 2016, Cristina Motta

Vestígios de uma obra, 2016, Cristina Motta

Câmera, filme e um par de olhos bem abertos são os materiais utilizados por Cristina Motta na produção de sua arte. Se a pintura deixou de se ater ao registro da realidade com o surgimento da fotografia, muitas de suas fotografias passam a se assemelhar à pintura, num movimento de influência direta entre as duas linguagens.

Ao olhar para o trabalho de Cristina, parece que estamos diante de uma fotografia-pintura, ou vice-versa. “Eu pinto a imagem, o meu negócio é a cor”, define a fotógrafa.

De posse de sua Nikon N80, Cristina Motta sai em busca de imagens inusitadas. E são essas imagens inusitadas que o público terá a oportunidade de apreciar até 12 de janeiro de 2019.

Grande incentivador e influência direta, o artista Artur Barrio convidou a artista Cristina Motta para fazer imagens de suas intervenções nas ruas/ a partir daí, ela nunca mais largou a câmera. Logo, a fotógrafa sentiu a necessidade de realizar um trabalho mais autoral: “Decidi ser artista por ter muitas ideias para expressar, necessito criar”. Outra influência constante em seu trabalho é a do fotógrafo Fernand Fonssagrives (1910-2003), o mestre da luz.

Cristina Motta explica que “a arte é uma ideia, uma obra, uma imagem, uma forma de expressão que atinge a plenitude do tempo”.

Sobre o artista Artur Barrio

Artur Barrio

Foto Cristina Motta

Nasceu em Porto (Portugal), em 1945. Vive no Rio de Janeiro desde 1955.

Artur Barrio ingressou na Escola de Belas Artes em 1967 e, nesse mesmo ano, fez sua primeira exposição com desenhos na Galeria Gemini. Embora resida no Rio de Janeiro, comumente o artista passa alguns períodos em países como França, Portugal e Malta. A sua última exposição foi uma retrospectiva no Museu Reina Sofia / Madri.

Foi um dos primeiros artistas a realizar gigantescas instalações, onde misturava múltiplos elementos.

As obras mostradas nesta exposição faziam parte até agora da Coleção Artur Barrio.

Local: Galeria Manoel Macedo Arte e Sala Lorenzato (Rua Lima Duarte, 158 , Carlos Prates)
Lançamento: 24 de novembro de 2018 (sábado)
Horário Inauguração: 10h às 15 horas
Data: 24/11/2018 a 12/01/2019
Horários: Segunda à sextas-feiras: 10h às 18h30
Sábados: 10h às 14 horas.